Dependência Química
Sem comentários

Muitos não entendem muito bem o que é abstinência alcoólica, mas basicamente é quando há a suspensão do consumo de álcool, sendo acompanhada por uma série de sintomas.

Em pacientes em tratamento para dependência do alcoolismo, esses sinais são muito evidentes e precisam ser acompanhados de perto.

É essencial estar bem atento quando um dependente fica sem consumir álcool, e tentar ao máximo reduzir os sintomas.

Por isso, vamos mostrar aqui o que é abstinência de bebidas alcoólicas, quais os principais sintomas e formas de tratamento.

O que é abstinência alcoólica?

É muito comum ouvir o termo síndrome de abstinência alcoólica, que se refere a todos os sintomas que um dependente alcoólico apresenta quando para de ingerir álcool ou mesmo quando diminui a dosagem.

Por exemplo, em uma clínica de recuperação, todos os dependentes alcoólicos passam por uma crise de abstinência, sendo essencial que o processo ocorra da maneira mais eficaz possível.

Portanto, a abstinência alcoólica é caracterizada por um conjunto de sintomas que surgem em pessoas que interrompem o consumo de álcool após um histórico de dependência.

A abstinência ao álcool é um problema decorrente do alcoolismo, pois se trata de uma interrupção drástica da ingestão de álcool

Quais os sintomas de abstinência do álcool?

Quem está próximo, é essencial prestar bastante atenção aos sintomas de abstinência do álcool, e dependendo da intensidade, buscar ajuda o quanto antes.

Os principais sintomas são:

  • Ansiedade;
  • Nervosismo;
  • Batimentos cardíacos acelerados;
  • Insônia;
  • Tremores;
  • Suor excessivo;
  • Fadiga;
  • Náuseas e vômito;
  • Dor de cabeça;
  • Mau humor;
  • Ataques de pânico;
  • Pesadelos;
  • Falta de clareza de raciocínio.

Uma pergunta muito frequente é quando aparecem os primeiros sintomas que indicam uma abstinência alcoólica.

Na maioria das vezes, aparecem cerca de 8 horas depois de ingerir a última dose, mas que podem se intensificar no período de 24 a 72 horas. Entretanto, tudo vai depender do grau da dependência.

Lembrando que, em casos mais graves, a pessoa pode apresentar “delirium tremens”, que precisa de atendimento urgente, assim como convulsões e confusão mental.

Novamente, é necessário que o dependente seja avaliado por uma equipe de profissionais, para que o tratamento cubra tanto a sua saúde física quanto psíquica.

Conheça formas de tratamento para abstinência alcoólica

Em primeiro lugar, assim como no tratamento para dependência química, é crucial o suporte de uma equipe multidisciplinar para tratar a abstinência alcoólica.

Isso porque o organismo está se desintoxicando do álcool, e geralmente é o momento mais propício para uma recaída.

Daí a necessidade de contar com a ajuda de profissionais habilitados, tanto para cuidar das questões físicas como psicológicas.

Lembrando que para fazer o diagnóstico de abstinência, é necessário que a pessoa tenha diminuído pelo menos o consumo de álcool, uma vez que mesmo não cessando totalmente é possível surgir a crise de abstinência alcoólica.

Já em relação ao tratamento, o principal objetivo é reduzir os sintomas, e assim, problemas mais sérios.

Normalmente, há a prescrição de medicamentos para diminuir o desejo pela bebida, e em sete dias, a síndrome de abstinência alcóolica é superada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *