Não faltam notícias na mídia sobre caso de dependência química, alcoolismo, depressão e doenças psiquiátricas relacionadas a tais vícios, inclusive levantamento de dados. A pesquisa da FioCruz, por exemplo, revelou que há milhões de brasileiros com comportamentos de dependentes alcoólatras, e maior ainda o número de usuários de drogas, sendo assim o tratamento para dependentes químicos é essencial para que a pessoa se liberte do mundo da drogadição.

Adolescentes alcoólatras

De acordo com pesquisas, mas de 100 mil adolescentes apresentam dependência do álcool, o que pode ser apenas um número bem inferior à realidade já que por todas as cidades, adolescentes e jovens podem ser vistos apresentando sintomas de embriaguez. É algo muito triste de saber, pois quanto mais cedo se dá início ao vício, maior a dependência alcoólica fica, levando a outros problemas como brigas e acidentes nas ruas por dirigir embriagado.

Algo que vale a pena observar é que não são apenas amigos que influenciam no uso do álcool, mas os próprios pais se tiverem o costume de beber podem gerar nos filhos a curiosidade por experimentar. De um copo, passam a ser dois, e quando menos se espera, foi uma garrafa inteira, por isso é importante estar atento a esse detalhe.

Jovens em dependência química

Infelizmente, a maioria dos usuários de drogas são jovens, os quais provavelmente se drogam para manter a euforia e curtirem com os amigos sem pensar nas consequências do pós-uso. Conforme os dados coletados pela FioCruz, centenas de milhares de adolescentes, isto é, indivíduos que ainda não atingiram a maioridade penal, já usaram drogas ilícitas como crack, cocaína, maconha, entre outras.

A questão é que, atrelado ao problema da drogadição e juntamente com escolhas inconsequentemente, muitos jovens podem se tornar pais, porque na curtição, dificilmente haverá o cuidado de usar preservativo. Nisso, as crianças já nascem tendo ou o pai ou a mãe viciada, um situação muito difícil já que os pais, muitas vezes, vão precisar da ajuda dos avós para cuidarem da criança até buscarem tratamento da dependência química.

Drogas no ambiente escolar

Quem usa drogas sabe que não é difícil encontrar onde comprar, e por mais absurdo que pareça, o tráfico já chegou às escolas, onde aos adolescentes é oferecida a venda de drogas ilícitas conforme a reportagem do r7. Os adolescentes dizem ter o primeiro contato na escola e também que o efeito da droga quando se está utilizando é algo que traz prazer, mas que também tem o lado ruim, que seria o vício, ou, a dependência química.

O terapeuta diz que o cérebro do adolescente está em expansão, sendo o último órgão a ficar pronto e que, por isso, o uso da maconha, por exemplo, é imprevisível quando feito na adolescência. Hoje há a síndrome motivacional, problemas sérios de cognição da ordem de concentração e o principal, a psicose, em que 1% da população é esquizofrênica.

Concluindo, é de extrema importância que se busque o tratamento do alcoolismo e da dependência química, incluindo as doenças de ordem psiquiátrica como depressão e codependência familiar.

Concluindo, é de extrema importância que se busque o tratamento do alcoolismo e o tratamento para dependência química, incluindo as doenças de ordem psiquiátrica como depressão e codependência familiar.

 

Fontes:

https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/34614

http://cbn.globoradio.globo.com/media/audio/270468/uso-de-alcool-no-brasil-e-mais-alarmante-do-que-de.htm

https://noticias.r7.com/saude/quase-120-mil-adolescentes-sao-dependentes-de-bebidas-alcoolicas-11082019

https://recordtv.r7.com/jornal-da-record/videos/serie-jr-adolescentes-tem-acesso-facil-as-drogas-ate-dentro-de-escolas-06102018

Atendimento 24 horas

1ª Opção

Vou Entrar no WhatsApp e Saber Mais!

2ª Opção

Quero Ligar no (11) 99331-7977 e Entender Melhor!