O termo “involuntário”, que significa “contra a vontade”, pode soar como algo abusivo, a princípio, mas há casos em que a única alternativa é essa como acontece com a internação involuntária para dependentes químicos e/ou alcoólatra. Se você quer saber mais a respeito desse assunto, continue lendo e descubra tudo sobre internação involuntária, como proceder e outras informações.

Internar involuntariamente: a medida de último caso

Ter uma pessoa drogada ou viciada em álcool, por exemplo, entre os familiares não é algo fácil. O desejo de oferecer ajuda é grande, contudo muitas vezes a gente fica sem saber como proceder. A família costuma falar com o usuário na tentativa de persuadi-lo a um tratamento para dependência química, porém nem sempre funciona.

O fato é que, o dependente químico pode não assumir que é um viciado e, além disso, não enxerga tudo o que vem perdendo devido ao uso de drogas como o crack e a cocaína, exemplificando. E aí, quando a fissura vem, o drogado pode ficar agressivo, colocando sua própria vida em risco e também a de seus familiares, os quais optam pela internação involuntária para dependentes químicos.

Internação involuntária para dependentes químicos

É muito importante estar consciente de que a internação involuntária destina-se a indivíduos que, por serem muito dependentes das drogas, já não conseguem enxergar a necessidade do tratamento e, por isso, se recusam. Essas pessoas, usuárias de drogas, já perderam totalmente o controle sobre si mesmas, causando danos físicos, emocionais e psicológicos a si próprias e, por isso, o único recurso é a clinica de recuperação involuntária.

Vale lembrar que o mesmo se observa no caso do etilismo, quando o alcoólatra simplesmente está entregue às bebidas, sendo necessária internação involuntária alcoólatra a fim de salvar sua vida.

Internação involuntária como proceder

Se em sua família há o caso de dependente químico em nível elevado, isto é, alguém que usa drogas e está se destruindo de forma descontrolada e desenfreada, você pode solicitar em nossa clínica a internação involuntária para dependentes químicos. Com isso, poderemos impedir que essa pessoa tão querida acabe com a própria vida, utilizando a desintoxicação das drogas em um centro hospitalar terapêutico que trata cada paciente individualmente.

É imprescindível que algo seja feito agora, pois o abuso de tais substâncias psicoativas trará consequências cada dia mais graves ao usuário e a todos da família. A internação involuntária para dependentes químicos visa justamente salvar a vida do drogado até que ele(a) se recupere e possa voltar ao convívio social, diminuindo a chance de recaídas.

Inicialmente, em nossa clínica de reabilitação da dependência química, juntamente com a desintoxicação, é realizado um processo de conscientização do paciente, mostrando a ele como as drogas estão sendo prejudiciais. É importante que tanto o usuário quanto a família estejam envolvidos no tratamento, conscientes da necessidade de se tratar e se libertar dessa doença.

A remoção do dependente químico

Como estamos falando de uma internação involuntária para dependentes químicos, será preciso que uma equipe de remoção busque o paciente seja em casa ou nas ruas. Você pode ficar tranquilo que nós realizamos uma remoção de drogados muito bem orientada pelos profissionais da clínica, abordando o usuário de forma pacífica e buscando a compreensão.